Resenha do livro Limite Zero, de Joe Vitale e Dr. Hew Len, sobre o Ho’oponopono,  sistema havaiano para purificação e limpeza da mente.

limite-zeroBreve Resumo

O livro conta a estória do encontro de Joe Vitale, renomado autor de livros de auto-ajuda (por ex. A Lei da Atração), com o terapeuta que curou uma ala inteira de psicopatas, doentes mentais e assassinos sem ter nenhum contato com eles.

O terapeuta em questão é o Dr. Hew Len, que utilizou o método Ho’oponopono para efetuar a cura. O encontro entre os dois acaba por converter Joe ao sistema Ho’oponopono. O livro serve como divulgador do mesmo.

A filosofia do Ho’oponopono

Você é 100% responsável por tudo que você experimenta. Inclusive os problemas e situações dos outros. Estes problemas são memórias coletivas programadas que acontecem dentro da sua mente. Se alguém tem um problema e isso chegou até você, então você também é responsável pelo problema. A cura deste se dá através da libertação destas memórias, consequentemente dissolvendo-as do alguém. Foi assim que Hew Len curou aquela ala de doentes mentais no Havaí.

Quando não existem mais memórias (ou seja, a mente se tornou pura), só resta a inspiração do Divino Criador, o Limite Zero. Estas memórias são libertadas através da prática do mantra “Sinto Muito, Me Perdoa, Eu te Amo, Sou Grato“.

No epílogo do livro Joe Vitale lista os princípios do Ho’oponopono:

  1. Você não tem idéia do que está acontecendo
  2. Você não pode controlar todas as coisas
  3. Você pode curar qualquer coisa que surja no seu caminho
  4. Você é completamente responsável por toda sua experiência
  5. O seu bilhete para o Limite Zero tem impresso nele a frase “Eu te amo”
  6. A inspiração é mais importante que a intenção

Minha avaliação

Dei a nota mais alta ao livro, pois o primeiro contato com o Ho’oponopono provocou em mim uma quebra de um dos meus paradigmas, o de que somos criadores do futuro através de nossas escolhas. Segundo Hew Len, escolher é uma limitação porque quando nossa mente está limpa e pura só resta a inspiração do Divino. Daí basta agir. Então alterei um pouco essa crença para se adequar a este novo saber. Somos sim criadores de nosso futuro, quando agimos inspirados pelo Divino. Esta inspiração acontece quando temos nossa mente limpa e pura através da prática meditativa do Ho’oponopono: “Sinto Muito, Me Perdoa, Eu te Amo, Sou Grato”.

A leitura se integra muito bem com o livro que li antes, Inteligência Positiva, na medida em que os sabotadores são memórias programadas que impedem e bloqueiam a inspiração do Divino.